Facebook e Linkedin terão que reforçar privacidade internacional

Por Reuters

facebook-20120628162210

Dublin – Os grupos de tecnologia Facebook e LinkedIn concordaram em reforçar suas equipes de privacidade internacional e observância em resposta a demandas de um órgão regulador irlandês, disse o representante da Comissão de Proteção à Reuters.
Recentes vazamentos de dados de alto perfil, como a falha de segurança do LinkedIn que expôs as senhas de milhões de usuários, destacaram as dificuldades de gigantes da internet e reguladores ao proteger dados de consumidores.
Algumas das principais empresas do setor de tecnologia do mundo, incluindo o Google, estabeleceram suas sedes internacionais ou europeias na Irlanda, que tem regulações favoráveis aos negócios, em anos recentes.
O escritório do Facebook na Irlanda, que conta com aproximadamente 400 funcionários, administra todos os seus usuários de fora dos Estados Unidos ou do Canadá. O grupo tem mais de 900 milhões de usuários, a maioria dos quais acessa a rede social de fora da América do Norte.
O Facebook, maior rede social do mundo, concordou em incrementar seus serviços de proteção de privacidade para usuários de fora da América do Norte após o regulador irlandês considerar sua política de privacidade complexa e não-transparente.
“Eles estão reforçando suas funções de privacidade na Irlanda, transferindo para lá pessoas que assumiram funções de liderança nos Estados Unidos”, disse o representante da Comissão de Proteção de Dados, Gary Davies, à Reuters.

Ricardo Lino

Profissional de Tecnologia da Informação há 17 anos, tendo os últimos 7 anos na área de Segurança da Informação, Risco&Fraude e Compliance, projetando e definindo as melhores soluções, alinhando as melhores práticas de mercado as metas de negócio, provendo transformações internamente e externamente mantendo uma Governança de segurança da informação, gestão de risco para elevar a maturidade das empresas, são o que eu faço melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.